Exercícios que ajudam na pandemia

Exercícios que ajudam na pandemia

Com a covid-19 os olhos de todos se voltaram para manutenção da saúde. Assim, você sabe dizer se há exercícios que ajudam na pandemia?

O tema ganhou muita notoriedade nos últimos tempos, pois a pandemia mostrou certa predileção. Assim, pessoas com comorbidades ou baixa imunidade, como idosos, ficaram mais suscetíveis.

Nesse cenário, muita gente entendeu que uma boa ideia seria começar a praticar exercícios. A verdade é que isso, por si só, não resolve o problema, mas pode te tornar um pouquinho mais forte.

Quais exercícios que ajudam na pandemia?

Praticamente todos os exercícios físicos, feitos de maneira estruturada e coordenada, são úteis durante a pandemia. A ideia é fortalecer o seu corpo, para que ele possa ter uma melhor reação caso infectado.

Um ponto interessante, nesse caso, é que o ideal é exercitar-se sozinho, mantendo o distanciamento social. Assim, futebol, basquete e outras atividades em grupo são desaconselhadas.

Por outro lado, musculação, caminhada, ciclismo, corrida e outros podem ser exercícios que ajudam nesse período. Inclusive porque muitas dessas atividades são aeróbicas fortalecem os pulmões.

O ideal é conciliar a necessidade de exercício com as limitações impostas pelos órgãos de saúde. Então, se for possível usar a esteira, a bicicleta ergométrica ou pesos improvisados, isso é o melhor.

O problema da obesidade

Os exercícios adequados para à época são vários, como você pode ver. De qualquer maneira, no entanto, é preciso entender que o mais importante é fazer algum tipo de movimentação.

A obesidade foi colocada muito cedo na lista das predisposições para os casos mais graves da covid-19. Isso quer dizer que quem tem mais gordura pode ter uma infecção mais severa.

Então, a realização de atividades físicas recorrentes pode ajudar a manter o peso corporal. Isso, por si só, já auxilia e torna você menos propenso a ter uma infecção mais aguda.

Cuidado com o excesso

Exercitar-se é importante, mas é interessante que você não exagere. Muitos dos exercícios que ajudam também podem ser fonte de lesões e inflamações em alguns casos.

Isso porque exercitar-se demais pode fazer com que surja um quadro inflamatório, por exemplo. Esse quadro pode ajudar a piorar o quadro do praticante, caso ele venha a ser infectado pelo coronavírus.

Então, a ideia principal é equilibrar os exercícios e fazê-los de acordo com sua capacidade.

Conclusão

Como você viu, existem vários exercícios que ajudam na pandemia e podem fortalecer o sistema imunológico. Seguindo todas as nossas dicas, você pode ficar mais forte para enfrentar esse desafio.